Quirino Queria Queijo PDF Imprimir E-mail
Escrito por Maria Luiza Freitas Guimarães   

A bela baliza bailava e brincava,
seu belo bastão de prata brilhava.

A pata da pata preta ficou presa na porteira.

Zezinho zurziu a zebra que zurrou e se zangou,
Zezinho zombou da zebra que zonza ziguezagueou.

O menino gritou ao ver o gato angorá,
o gato grisalho gritou ao ouvir o garoto gritar.

O dedo direito desmentido do duende doía demasiadamente,
doía demasiadamente, o dedo direito desmentido do duende.

Quirino queria queijo,
queria só queijo quente,
o queijo queimou seu queixo
queixou-se do queijo quente.

 

Creative Commons 3.0

Você pode copiar, distribuir, exibir e executar os conteúdos desta página, mas não pode utilizá-los com finalidades comerciais, não pode alterar, transformar ou criar outra obra com base nesta, e deve dar sempre o crédito ao autor original.

Leia Mais