As Filhas da Água Grande PDF Imprimir E-mail
Escrito por Desconhecido   

Lenda da Natureza

No princípio do mundo – dizem – tudo era somente mar e terra. De um lado, a Água Grande, o mar imenso, bravio, espumejante. De outro, a Terra Negra, enorme, vazia de árvores e de animais.

Entre as duas, certo dia, rebentou a guerra. Começou uma luta terrível. Negra, imensa, dura, a Terra marchou contra a Água Grande. A Água, envolvendo-se u num escudo de espumas, rugiu tremendamente e cravou os dentes no flanco da Terra.

Mas, afinal, venceu a Terra. E, vitoriosa, empurrando para trás a parede mole da Água Grande, arrebatou-lhe como despojos da batalha, algumas de suas filhas, as lagoas, que ficaram prisioneiras entre os braços da Terra e nunca mais conseguiram libertar-se.

Eis aí porque, ainda hoje batendo às costas, o oceano ruge de cólera, como querendo entrar pela Terra adentro. É a Água Grande saudosa, num furor materno, que quer buscar as suas filhas queridas, as lagoas, ali tão perto, prisioneiras da Terra.

 

Creative Commons 3.0

Você pode copiar, distribuir, exibir e executar os conteúdos desta página, mas não pode utilizá-los com finalidades comerciais, não pode alterar, transformar ou criar outra obra com base nesta, e deve dar sempre o crédito ao autor original.

Leia Mais