A Lenda do Milho PDF Imprimir E-mail
Escrito por Maria Luiza Freitas Guimarães   

Tema: Festa de São João - adaptação livre em verso

Há tempos que há muito se foram,
dois índios amigos viviam
em busca da caça e da pesca
e todos os seus bens repartiam.

Num dia houve extrema escassez,
a pesca e a caça sumiram,
rezaram ao Deus Nhandeyara
e um novo alimento pediram.

Então numa noite escura
em meio a um clarão prateado,
surgiu um valente guerreiro
por Nhandeyara enviado.

“Tereis vós o vosso alimento,
mas antes tereis que lutar
e aquele que for o mais forte
ao outro irá sepultar”.

Avaty, que era o mais fraco,
no embate foi derrotado
e, pelo seu fiel amigo,
seu corpo foi enterrado.

O pranto de dor do amigo
a cova de Avaty regou,
e um dia, em pleno inverno,
uma verde folhagem brotou.

E nela, espigas doiradas,
suculentos grãos escondiam,
cabelos de luz encarnada
que à luz do sol reluziam.

O nutritivo cereal
passou a ser cultivado
e, em homenagem ao Índio,
de Avaty foi chamado.

E aqui nesta noite tão bela
onde reina amor e união,
vem saborear Avaty
E celebrar o São João!

 

 

Creative Commons 3.0

Você pode copiar, distribuir, exibir e executar os conteúdos desta página, mas não pode utilizá-los com finalidades comerciais, não pode alterar, transformar ou criar outra obra com base nesta, e deve dar sempre o crédito ao autor original.

Leia Mais