Da imagem ao conceito. Da percepção à compreensão. PDF Imprimir E-mail
Escrito por Jon McAlice   

No currículo da Escola Waldorf, como escola integral, existe uma seqüência metodológica progressiva, nas disciplinas da 1ª à 12ª série, que constitui para cada aluno um verdadeiro plano escolar.

O modo como entendemos o mundo modifica-se ao longo da vida, e isso acontece de forma gradual. Começamos por compreender aspectos gerais, depois compreendemos suas particularidades e as relações entre elas e, só então, somos capazes de elaborar uma síntese através do pensamento.

Esta metamorfose da compreensão é um dado fundamental no desenvolvimento do homem, que marca toda a escolaridade do indivíduo e que, pelo menos em parte, está condicionada fisiologicamente. Na criança, esta metamorfose se dá paralelamente à formação gradual da individualidade e exprime-se através de uma atividade do pensamento cada vez mais estruturada. Esta transformação profunda não só se reflete no currículo geral da Escola Waldorf, como também determina a definição dos diferentes períodos para se lecionar cada disciplina.

O interesse da criança e do jovem por tudo o que aprende na escola deve-se, fundamentalmente, ao fato de o ensino, quer em termos de conteúdo, quer de estrutura, respeitar as etapas de desenvolvimento do aluno, bem como incrementar o desenvolvimento de suas potencialidades.

Para atingir este objetivo, a Pedagogia Waldorf defende a compreensão qualitativa dos diferentes setores de vida e das diferentes disciplinas, em detrimento da soma de saberes memorizados. Esta pedagogia, que conduz da imagem ao conceito, é importante por duas razões. Relativamente ao currículo desenvolvido durante os 12 anos de escolaridade, descreve o modo como o ensino deve se processar tendo em conta cada etapa de desenvolvimento da criança e do jovem: as classes infantis caracterizam-se por um ensino através da imagem, apoiado em atividades complementares de índole criativa; nas turmas mais avançadas, o conhecimento conceitualizado desempenha gradualmente um papel muito mais importante. A atividade individual será desenvolvida de forma a transformar-se em capacidade de emitir, de forma autônoma, juízos de valor.

Em todos os conteúdos abordados, os conhecimentos previamente adquiridos serão de novo elaborados em termos conceituais e científicos.

No que diz respeito à estrutura dos períodos letivos de cada disciplina, este processo tem uma importância fundamental sobre o desenvolvimento da memória da criança. Na fase de escolaridade básica, a criança situa-se face ao mundo através de uma relação construída com base no sentimento. Recorda, antes de mais nada, tudo aquilo que a impressionou como emoção e sentimento. Depois desta fase, a memória fortalece-se através do uso da imaginação, para recriar o que havia sido percebido pelos sentidos e depois transformado em termos conceituais.

O professor desenvolve esta atividade descrevendo os processos em questão através de imagens realistas, bem elucidativas. Uma caracterização do objeto de conhecimento feita com base em imagens imprime-se na memória mais facilmente que uma definição abstrata.

Em qualquer processo de aprendizagem, começa-se com a experiência como ponto de partida, quer se trate de formar uma representação mental interior ou do reencontro ativo com o fenômeno. A compreensão conceitual vem depois.

A faculdade de aprender coisas novas funda-se na disponibilidade para se entrar de maneira sempre nova na experiência. A passagem da imagem ao conceito, tal como se refere a Pedagogia Waldorf, é a base de desenvolvimento de um pensar que, livre de preconceitos, procura descobrir o mundo. Na Escola Waldorf, a criança não aprende só a amar a aprendizagem, mas também adquire métodos de aquisição e elaboração do conhecimento que lhe serão úteis por toda a vida.

Créditos: Escrito por Jon McAlice para o catálogo de apresentação da Pedagogia Waldorf por ocasião da 44a reunião da Conferência Internacional de Educação da UNESCO, em Genebra. Desenhos de alunos do Colégio Micael e da Escola Rudolf Steiner
 

Creative Commons 3.0

Você pode copiar, distribuir, exibir e executar os conteúdos desta página, mas não pode utilizá-los com finalidades comerciais, não pode alterar, transformar ou criar outra obra com base nesta, e deve dar sempre o crédito ao autor original.

Leia Mais